<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6768210\x26blogName\x3dalmanaque+de+ironias+menores\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://almanaque-de-ironias-menores.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://almanaque-de-ironias-menores.blogspot.com/\x26vt\x3d-2784242289558651308', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
almanaque de ironias menores

caderno de exercícios avulsos e breves, por serôdio d’o. & 3ás 

29.5.09


a day at the human race

uma palavra para dizer muito, civilização.

duas cadeiras e ninguém sobre o palco, a função
e a ausência. a percepção que introduz o observador
na cena, talvez o espectador. a agência e a paciência
antes de movimento qualquer. a entrada paga. que implicação
no que é?, que implicação no que será? a matéria inerte
e o lugar vazio são o argumento. não há naturezas mortas.
há só lugares sentados. e o paradoxo de o factor funcional
ser dependente da presença.

ser dependente da presença. a função cumpre-se pela presença.
mas a função é sobre a presença, espera-a e exige-a.

a tragédia começa antes de começar. a função não desaparece,
antecipa-se à utilização. como depois, antes desaparece o uso
também. o que emerge é a decadência, a erosão, o envelhecimento,
como elementos de representação da função e da sua potência.

para a função cumprir-se basta o sangue. mas, como a função,
a contigência está também presente. sucede a criação,
sucedem-se as criaturas. ninguém leu o manual das improbabilidades.
somos cavalos de corrida. e há apenas lugares sentados.

o que nos faz reunidos?, aqui, a esta hora, para a mesma hipótese.
a tragédia moderna. somos cavalos de corrida e pagámos bilhete.
o resto é clássico, amnésia. s. d’o.

referência

27.5.09




saber o tempo é saber a eternidade e a morte,
o quando virá depois. s. d’o.

referência

25.5.09




e decides escrever a verdade, a captação é o princípio
do dispositivo infeccioso. s. d’o.

referência

9.5.09




o que trepida?, não sei. parece-me tudo seguro e firme.
já podemos esquecer a marquise fechada com alumínio.
os espiões acabaram, só existem nos filmes. nada mais há
para ver. sinceramente, não sinto a trepidação que dizes
sentir. o mundo está a cair?, é imaginação tua, não sejas
excessiva.

estamos abraçados. esquece a perturbação, esquece a agitação.
a revolução passou. agora podemos ser heróis, heróis à moda antiga,
com glória secular, não glória de ecrã, vã, que se extingue
num quarto de hora. podemos ser heróis épicos, como as rainhas
e os reis e quem tem um mercedes estacionado à porta de casa.
está bem, pode ser um problema se morarmos no quinto andar.
se esse for o caso, deixaremos o carro na garagem e utilizaremos
o elevador.

sem sombra, agora a promessa. podemos continuar abraçados.
o nosso amor é psicológico, não é cavernoso. a nossa história
é o nosso sangue e os enganos que transportamos nele. já não há
espiões. podemos simplesmente continuar abraçados. e, para arrefecer,
podemos despirmo-nos. ouvi dizer que somos animais de sangue quente.
queres experimentar? esquece a trepidação, esquece os espiões.
a revolução já acabou. agora somos só nós, tu e eu. s. d’o.

referência

6.5.09




o abandono é uma questão de limite, é o que sei
de mim e o tanto que transmito. s. d’o.

referência

2004/2017 - serôdio d’o. & 3ás (escritos e subscritos por © sérgio faria).