<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6768210\x26blogName\x3dalmanaque+de+ironias+menores\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://almanaque-de-ironias-menores.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://almanaque-de-ironias-menores.blogspot.com/\x26vt\x3d8858308340356233877', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
almanaque de ironias menores

caderno de exercícios avulsos e breves, por serôdio d’o. & 3ás 

4.3.05


passos para a falência

começo pela hesitação, não pela exactidão.
é um modo de princípio que contraria o tempo,
a pulsão do verbo, e serve os passos.

depois avanço. avanço lento, sem vacilar. e pelo
caminho, sequência de horizontes desenhados como
labirintos, sinto que contigo já sei o horóscopo
da ausência. é a primeira sensação de falência
que me colhe. não me detenho, porém

depois continuo a avançar. sozinho, talvez mais
sozinho, atento aos desvios. prossigo contra
o destino. contra o amparo. é quando me toma a
segunda sensação de falência. não espero. e sigo.

sigo pelo caminho que ainda não é meu, que os meus
passos ainda não encontraram. sigo a acreditar na vida.
sigo a acreditar que deus tem as mãos no crepúsculo
de todos os dias, de todos os nossos dias, e, aí, é
ele sempre a fome, capaz de jurar sobre os despojos
e o silêncio que, como obra sua, semeou a natureza
assim, com lei e destino de engano. s. d’o.


2004/2019 - serôdio d’o. & 3ás (escritos e subscritos por © sérgio faria).